03 junho, 2008

Vídeos

Na sexta-feira passada o Léo veio aqui em casa, pois havíamos pensando em ver alguns arranjos de músicas com a tin whistle que ganhamos. O único problema é que a tin whistle, como as gaitas, tem afinação fixa, ou seja, cada instrumento é feito para uma tonalidade. A que ganhamos é afinada e D (ré), e assim, só podemos fazer arranjos com músicas nessa escala.

Como resultado, gravamos três vídeos (que estão logo aí em baixo):

Jesus, Seja o Centro



Essa música, composta por Michale Frye, da Vineyard Music UK, foi gravada no segundo lançamento da Vineyard Music Brasil, o Vem, Essa é a Hora. O tom original é D (ré) mesmo, então só precisamos ver onde a tin whistle entrava, essas coisas.

Tu és Deus



Eu compus essa música em novembro de 2007, inspirado por uma mensagem pregada pelo pastor da Igreja em que sou membro, Márcio Miranda. Por sua vez, a frase usada por Márcio na mensagem é inspirada em outra pessoa, o missionário Jeffery Rennard, também membro da Igreja. Jeffery, que lidera um ministério chamado Celebrando a Recuperação, costuma dizer o seguinte: "Deus é Deus, e nós não somos". Essa frase simples diz uma verdade tremenda, e me inspirou na composição dessa música. O tom original dela é E (mi), mas como a mal... bendita flauta é em D... baixamos um tom.

Fonte és Tu de Toda Benção



Quem me conhece sabe da minha facinação por hinos. Temos tocado Fonte és Tu há uns dois anos já, além de outros hinos do Cantor Cristão e do Hinário para o Culto Cristão (HCC). Muito mais do que uma referência ao passado, esses hinos refletem as verdades atemporais que pregamos e cantamos. Os hinos são uma ótima forma de ensinar e aprender teologia prática. Seu uso não é trazer uma "velha unção", nem muito menos tradicionalismo: é, antes de tudo, amor à obra de Deus.

Para os que têm interesse e são observadores, dá pra reparar que eu não estou tocando numa afinação tradicional. Eis o que faço: para esse hino, eu uso a seguinte afinação: D A D F# A D (do mais grave para o mais agudo). Essa afinação se chama Open D, mas eu não a uso corretamente, óbvio.

Esperamos que vocês apreciem os vídeos, que não têm lá muita qualidade... mas enfim, tem gente que vem aqui e nunca ouviu a banda... assim vocês ouvem uma parcela de nós.

um abraço!

Duda

3 Comments:

Blogger Fábio Aguiar said...

Gostei Duda,
principalmente do Vineyard.
Um ar meio Coração valente hehehehe

Abraços,

Fábio

11:34 PM  
Anonymous Renata said...

Oi estava junto com o Fabio vendo e ouvindo os seus vídeos e não pude deixar de comentar.... Bela composição.
Deus os abençoe
Renata

11:04 PM  
Blogger Graziele Cler said...

Eduardo Mano,

quanto tempo!!! Como vc está?? E o que tem feito de novo???

Adorei seu blog!

Virei mais vezes!

Abraços,
Grazi
UGF

4:37 PM  

Postar um comentário

<< Home